O que você esta procurando?

Carregando...

Como Funciona Nossa Digestão

Nem é preciso muito tempo. Basta olhar para um belo filé com fritas ou para aquela suculenta fatia de bolo de chocolate que todos os nossos sentidos se aguçam, fazendo com que a tentação tome conta do nosso raciocínio...
Comer é um dos melhores prazeres da vida, e os prazeres precisam ser preservados. Mas você sabe o que acontece com a comida desde que colocamos a primeira garfada na boca? Bem, é exatamente aí que se inicia o processo digestivo, com as enzimas contidas na saliva. Na boca, a comida é triturada através da mastigação e misturada à saliva e ao suco gástrico, o qual, devido às substâncias ácidas, contribui para o sucesso da digestão.
E esse é apenas o começo do longo caminho que o alimento percorre em nosso organismo.
Após a mastigação, a comida passa da boca para o esôfago, um tubo responsável pela condução dos alimentos ao estômago graças aos movimentos pela condução dos alimentos ao estômago graças aos movimentos peristálticos. Pode parecer engraçado, mas o estômago - assim como todo o restante do tubo digestivo - realiza uma verdadeira ginástica, com contrações ritmadas e coordenadas, impulsionando o bolo alimentar adiante.
Na Boca do Estômago

Quando chega ao estômago, o bolo alimentar passa por uma nova transformação. Lá a "ginástica" continua, pois as fortes contrações vão trabalhando como um verdadeiro moedor, diminuindo o tamanho das partículas e misturando o bolo alimentar com os sucos digestivos. O estômago - esse grande triturador - ainda produz ácido clorídrico, que contribui para a digestão e protege o tubo digestivo das possíveis infecções e infestações de vermes. E as enzimas digestivas que o estômago produz vêm de diferentes partes do corpo, já que se trata de um órgão composto por vários tipos de células com várias funções em nosso corpo. Saindo do estômago, o bolo alimentar passa então por um pequeno orifício chamado de piloro e chega ao duodeno, a primeira parte do intestino delgado. Nessa fase, outros órgãos também têm a sua participação no processo digestivo. O pâncreas, por exemplo, localizado posteriormente ao estômago e ao duodeno, produz o suco pancreático, que é de suma importância na digestão. O fígado também contribui: produz a bile, que é uma secreção, inicialmente armazenada na vesícula biliar e liberada principalmente quando ingerimos alimentos de composição mais gordurosa. Além de facilitar a absorção dessas gorduras, a bile faz uma faxina, trabalhando como um verdadeiro detergente orgânico.
Depois dessa caminhada, após percorrer o duodeno o bolo alimentar já está praticamente digerido e atinge o jejuno, que é a segunda parte do intestino delgado. É aí que o organismo decide o que vai ser aproveitado, como nutrientes, vitaminas e sais minerais, e vai ser eliminado posteriormente. A viagem continua até o íleo, a última porção do intestino delgado, chegando ao intestino grosso. Nesse momento do processo digestivo, o organismo já teve tempo de digerir e absorver todos os alimentos. Aí ficam faltando somente os nutrientes dos alimentos. Aí fica faltando somente retirar a água e os eletrólitos, elementos importantes para o corpo, para iniciar a produção das fezes.
Um Relógio Biológico
Quando nos alimentamos de maneira correta, estamos contribuindo, e muito, para o bom funcionamento de todo esse processo. Nosso aparelho digestivo é essencial para a nossa vida, tendo também uma importante função imunológica. Afinal, sua ação dificulta a proliferação e a invasão de vários microrganismos (fungos, vírus, vermes e protozoários) e produz inúmeros hormônios que coordenam o funcionamento do próprio intestino e de outros órgãos do corpo.
É importante lembrar que o bem-estar de nosso estômago depende muito do modo como o tratamos.
Se cuidarmos bem dele, através de alimentos saudáveis e balanceados, certamente ele funcionará como um relógio, digerindo pontualmente as nossas refeições.

Fonte: www.astrazeneca.com.br

Um comentário:

  1. Olá meu querido, a priori quero agradecer por solicitar que seja seu amigo no diHITT, bem como por oportunizar-me ao privilégio de poder ter acesso a este rico material de informativo, instrutivo e, de uma importância á nossa existência como um todo..., se não for muito gostaria que visitasse meu blog e que acompanhasse minhas notícias caso seja do seu agrado, no demais só tenho a agradecer pela oportunidade de ter acesso ao seu rico conteúdo, um grande abraço e até mais..., sempre que houver oporunidade gostaria que suas notícias fossem indicadas a mim, pois são muito boas, mais ma vez, parabéns!

    ResponderExcluir